quinta-feira, 11 de junho de 2009

Getting old



“A sério que tens que fazer exercício”, diz o Dr. G. com uma cara séria. “Agora és jovem, mas daqui a 5 anos começas a engordar e ficas feia e flácida.”
Choca-me a forma redutora como são vistas as mulheres a partir dos trinta. Confesso que tenho medo de envelhecer.
No outro dia fui a uma festa de aniversário de um miúdo que fez três anitos. A mãe dele contou que antes da festa ele fez uma birra porque não queria fazer anos. Tão pequeno e tão inteligente!

8 comentários:

Sandy disse...

Partilho do teu medo mas a verdade é que cada fase da vida tem coisas maravilhosas, só temos que aproveitar!

Noiva Judia disse...

Confesso que não estou ansiosa por chegar aos 80, mas gosto muito mais da minha vida agora aos 31 do que aos 21. Que se lixe a flacidez do corpo.

humming disse...

Desde o dia em que ignorei um conselho desses de um médico engordei 10kg e ainda não os consegui perder... grrr

The Stiletto Effect disse...

Olá :)

Eu também confesso que me assusta o envelhecer!

Mas na realidade se tivermos uma vida saudável (exercício físico, alimentação, as coisas do costume) sentimo-nos bem melhor, parecemos mais novas e ficamos mais activas!

No meu caso custa-me muito fazer isso tudo lol adoro gelados, detesto ginástica hehe mas têm andado a convencer-me a fazer algum tipo de exercício (tirando a wii) e estou quase convencida.

Jinhos
Su

Tita disse...

Nem penses nisso! Eu ainda tenho tudo no sítio e tenho bem mais de 5 anos que tu! Não faço exercício (baldo-me ao ginásio!) e como chocolates e rebuçados a toda a hora e nunca salto refeições!
Sinto-me muito bem...
Um beijo gigante

*B* disse...

lol!

De facto...

;)

disse...

Vim cá parar através da *B* e li alguns post's e gostei. Resolvi comentar este só para te dizer que essas questões estão todas na cabeça. Antes de fazer 30, achava um drama atingir esse patamar. Agora que já cá ando, sinto-me óptima, como se tivesse 25 ;)

Celia disse...

"All this talk of getting old, is getting me down my love... like a cat in a bag, waiting to drown, this time I'm comming down" - The Verve, the drugs don't work.

A minha irmã de três anos é o oposto, é como eu, quer é crescer, mas às vezes bate a nostalgia e chama-se a si própria "bebé".